Conheçam a Saga Vale dos Elfos.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Carta de Nobre Intenção.



Querida,
Essa é uma carta
Que lhe escrevo com amor.
Como uma prova
De profunda afeição.
Para mostrar-lhe
Como é grande o meu amor,
E para contar-lhe
Que tu és á dona
Do meu coração.

E por isso essa carta
Eu lhe dedico,
Com o mais
Profundo amor do coração.
Para tentar redimir-me
De meus erros,
E tentar reconquistar
Teu coração.

Pois tu és a minha amada
Por natureza,
E eu não tenho nem palavras
Para medir tua beleza.
E hoje sem ti,
Vivo em profunda melancolia.
Vivo em profunda tristeza.

Eu lhe amo
E por ti vivo em guerra.
Eu lhe amo
E por ti perdi a paz.
E mesmo assim
Quero que saibas
Que lhe amo
E que lhe quero
Cada dia mais e mais.

E por ti eu fui
O homem mais feliz
Que na terra um dia pisou.
E agora por ter lhe perdido
Nem um pouco feliz eu sou.

Não sei nem mais o que dizer,
Pois não á palavras
Para expressar o meu coração.
E essa carta
Eu lhe dedico com amor,
Como a prova
De minha nobre intenção.

Com uma flor
Eu lhe peço em namoro,
E com mais doze
Eu lhe peço para noivar.
E com um anel
Eu lhe peço em casamento.
E com uma flor diária
Eu lhe peço
Para o resto da vida
Comigo ficar.

Então eu peço
Que fiques comigo,
Minha amada,
De olhos lindos
Que abriu meu coração,
E que me ensinou
A amar.

Átila Siqueira.

"Hoje, com essa postagem, aproveito para indicar o blog da minha amiga Mônica Montone, que é uma artista de mão cheia. O blog dela é lindo, e se chama Fina flor. Recomendo que todos visitem".

28 comentários:

Luciana Horta disse...

Eiiiii! Que bom encontrar alguém de BH por aqui!
Especialmente quando este alguém escreve tão lindo...
Sabe, lendo este texto me deu uma saudade de quando não existiam e-mails, internet e toda essa coisa virtual...
As pessoas se viam mais, se tocavam mais, sentiam cheiros, sentiam os papéis de seda das cartas tão esperadas!
Acho que vou voltar ao correio, mas não ao eletrônico!
Voltarei mais vezes aqui.
Abraços de LUz

Vivian disse...

...mas estes desencontros
de amor servem também para
desabrochar encantos poéticos
como acabo de ler aqui.

se ela não voltar,
não sabe o que estará
perdendo diante de
um poeta apaixonado.

saudades de vir aqui,
e tudo continua lindo
como sempre.

bjussss, poeta!

Kakau disse...

Lindo! *-*


Beijos
=***

Pelos caminhos da vida. disse...

Bela carta!


beijooo.

FRAN "O Samurai" disse...

Olá amigo Átila.

Gosto de cartas escritas com amor e paixão. Gosto de ler aquilo escrito em próprio punho, com a dedicação que foi escreve-la, de saber que ainda existe a vontade de escrever uma carta e mandá-la para alguém, seja um amigo, um parente ou um amor.

Adorei seu texto e adoro as cartas, porque é uma coisa que está em extinção por causa dos emails. Gosto de receber cartas.

Abraço.

Tamires ________ disse...

Querido,

Se eu falar, que ao final do último verso, uma lágrima solitária, por minha face rolou, vc acreditaria?

Quanta beleza eu vi aí. Me arrepiei por inteira. E eu sei toda a profundidade das tuas palavras, sentimentos vividos ou não.

E sei também, que a dona desta nobre intensão, não poderia estar mais feliz, mais lisonjeada.

Palavras assim, fazem voar borboletas no estomâgo. Fazem mentes flutuarem. Vc viver em sonho, pra nunca mais acordar.

Como sempre, tudo o que escreves, me fascina.
Parabéns, sempre.
Saudades de vc.

Meu beijo, querido amigo.

Tá.

Ps. E como sempre, não tenho como agradecer todo o carinho depositado em mim, e que a recíproca é totalmente verdadeira.

Mai disse...

Átila,

poema-carta-anunciação...

Uma postagem que salta-nos aos olhos pela beleza e escolha das palavras e porque versa o amor em meio a tanta brutalidade.

Carinho, amigo.

Dias bons para ti.

sagitario disse...

no meu tempo escreviam-se cartas para se fazer declarações de amor e isso era mágico, pois quando as liamos ficavamos muito felizes e era lindo, aliás essas cartas eram guardadas religiosamente durante toda a vida.
Mas o tempo de hoje não se compadece e felizmente pudemos filmar esses mesmos momentos e recordá-los quando quisermos.
um bom dia para si

Xana disse...

Que carta de amor tão bela , e que grande declaração para uma vida! :)

Fee disse...

Que lindo poema, Átila.
Tão pueril.
Adorei, deu até um friozinho na barriga. rs

Bjo

Frαncy; disse...

Que lindo poema, Átila! *-*
Lindo, lindo mesmo!

Adorei, deu até um friozinho na barriga. [2]
:*

Cris Rubi disse...

Que lindo , amei
Vi seu livro no blog de uma amiga e resolvi visitar seu cantinho, gostei
Parabens
beijo

Pelos caminhos da vida. disse...

Tem selinho la pra vc.

beijooo

Branca disse...

Um poema-carta belíssimo!

Visitando seu espaço...

Ótimo fim de semana pra vc,
bj.

Késia Maximiano disse...

Quanta beleza nas tuas palavras, Atila... Consegui me perder e me encontrar entre os teus versos...
Lindo!!!!


Mil desculpas pela ausencia.. Viajei nas férias aí a empolgação tomou conta de mim... rsrs

Super beijo, saudades...

Cristiane disse...

Átila,

Um lindo poema,escrito tão delicadamente por um grande poeta!

É sempre bom demais ler você! Obrigada...Um lind fim de semana!

Naty disse...

ola passei para te desejar um bom fim de semana e dizer.te que adotei ter estado aqui
bjs naty

Jaya disse...

Átila,

Lembrei de uma música, quando li o início da poesia. E isso fez escorrer melodia por entre todos os versos. Bem escritos, sem igual.

Beijocas.

Cris Rubi disse...

Claro que sim querido, com todo prazer.
Obrigada por seguir meu blog, já estou no seu tbm
Otimo final de semana
bjinhus carinhosos

O Árabe disse...

Obrigado, Átila, pela visita, e parabéns pelos belos versos. Volte sempre, o oásis é nosso!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Átila:
Gostei muitíssimo do seu poema.
Venho dizer-lhe que o Blog Poemas, Canções, Teatro, Óperas e Afins não existe mais. Todas as minhas poesias foram transferidas para o Renata Poemas:
http://poemas-renata.blogspot.com
Ontem, começei a publicar os inéditos, mas também vou publicar os que já havia publicado.
O Poemas e Canções agora se chama
Sessão da Tarde, onde publico sobre filmes, mas de uma forma diferente do galeria:
http://sessao-tarde.blospot.com
Um abraço,
Renata
Vc me deve uma visita ao Galeria

Índia disse...

Lindo seu poema, encantador!

Beijao.

Índia disse...

Lindo seu poema, encantador!

Beijao.

Glau Ribeiro disse...

E como eu sentia saudade das tuas palavras. Tô de volta! =D
Beejo!

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Muito lindo. Vim aqui porque postei no Galeria e a convido a apreciar o meu post. Transformei um dos meus Blogs em Blog Sessão da Tarde:
http;//sessao-tarde.blogspot.com
Mas vá ao Galeria primeiro, senão ele fica às moscas.
Um abraço,
Renata
PS: EStá devendo-me visitas

.: Phoenix :. disse...

Caracas!!!
Ai se recebo uma carta assim tão bem intencionada..
Loucura, loucura, loucura ^^

Texto maravilhoso, amigo!
Deixei um troféu para você no meu espaço.
Beijão

Cristiane disse...

Uma semana iluminada para você Átila!

Késia Maximiano disse...

Ô meu lindo, fico feliz q tenha gostado do meu retorno...
Ando meio ocupada ultimamente, aí ta complicado vim ao blog, mas tenho tentado manter a frequencia... rsrs

Como anda a vida?
Beeeeeeijo