Conheçam a Saga Vale dos Elfos.

domingo, 14 de setembro de 2008

Aqueu.


"Coloco hoje esse poema e o apresento a todos com muito prazer, pois ele faz parte de meu livro Vale dos Elfos, e fala de um de seus personagens principais, sendo esse uma canção popular dentro da trama. O gênero, como podem perceber, é literatura fantástica.

O livro Vale dos Elfos será lançado em breve, até outubro no máximo, e acredito que esse poema possa mostrar um pouco do que a história trata. Embora o 1°volume que será lançado ainda não possui esses versos, que pertencem ao 3° livro".


Vencendo as labaredas
Da boca flamejante
De um imenso dragão,
Que já fez a terra arder,
Como se banhada
Pela fúria ardente,
Do líquido
De rocha quente,
Derramado pela boca
Do mais cruel
Dos vulcões.

Aqueu venceu a esse,
Já derrotara
Trolls e dragões.

Ainda criança derrotara
Um rinoceronte branco,
A qual se tornou
Seu símbolo,
E para tal feito,
Usaste somente suas mãos.

Aqueu liderou e unificou
O que veio a ser seu reino,
E salvou todo o seu povo
Da destruição.

Instaurou entre o seu povo,
A igualdade,
E puniu aqueles
Que exploravam os mais fracos,
Proibindo em seu reino,
A prática da servidão.

Aqueu
É um grande rei,
Aqueu
É um guerreiro honrado.

És filho do próprio
Deus Odin,
Do qual herdou
Toda a sua força,
E foi presenteado
Por esse,
Com suas poderosas armas,
E com Dracon,
O seu leal cavalo.

Perante a Aqueu
Poucos inimigos
Podem se manter,
Pois a fúria e a destreza
De seus ataques
Impõe a todos sua vitória,
E assim,
Todos a ele passam a temer.

Aqueu,
Com suas vestes negras,
Cavalga sobre o seu
Imponente e veloz cavalo.

Aqueu,
Com sua incrível força
Porta sua lança,
Enfrenta a espada inimiga,
Parte seus escudos
E não teme as setas
Que provém de seus arcos.

Com sua lança ele transpassa
A espessa escama de pedra
Dos trolls,
Como se de um ovo
Ele quebrasse
Sua frágil casca.

Aqueu,
Semi-Deus,
Filho de Odin.
Herói de nobre estirpe,
E de coragem rara.
Não teme
A nenhum inimigo,
Seja esse vampiro, harpia,
Ou qualquer outro,
O qual ele caça.

E assim,
Todas as criaturas das trevas
O temem,
Por onde ele passa.


Átila Siqueira.

15 comentários:

Milady disse...

muito bonito seu poema :)
e boa sorte com seu livro :D
e obg pelo que disse do meu blog ^^

beijinhos ;*

Meu cantinho disse...

Gostei muito da sua poesia.Interessante também,porque é muito raro Poesia Épica aqui no Brasil.Muito boa sorte com seu livro.

Beijos

Anônimo disse...

muito massa seu blog


Avoloch

Marcos disse...

Boa sorte e sucesso com o livro.

Ni ... disse...

Parabéns pelo livro, moço...

A sua poesia nos transporta pra um mundo encantado...

Beijo

Edna disse...

Gostei de seu blog. Está linkado no meu. :}

Ni ... disse...

Obrigada pela visita Átila... volte sempre...

Beijo e mais beijos...

Ana disse...

massa hein? gostei do poema fiko mto bonito

vê se manda o livro pronto ^^
torço por ti
bjxxxx

Anônimo disse...

Olá!!!
Adorei seu blog e sua forma de escrever,suas poesias são lindas!
Boa sorte e parabéns!
Até
http://sex-appeal.zip.net
http://cara-nova.zip.net

L.Karina disse...

Muito obrigada também por colocar o link do meu blog e por elogiar a minha montagem.

Beijos

yehuda disse...

obrigado pela visita
passarei por aqui todos dias

abraço

Ariana disse...

Mto lindo esse poema!

Adorei!
E obrigada pela visita em meu blog!
Volte sempre!

(tem post novo)


Beijo

Anônimo disse...

Obrigada pela visita e carinho!
Beijos
http://sex-appeal.zip.net
http://cara-nova.zip.net

♥тєcα♥ disse...

Olá Átila, muito obrigada pela visita no meu blog saibas que serás sempre bem vindo por lá!

Um abraço!

Conde Vlad Drakuléa disse...

Saudações do conde meu caro!

Creio que estamos precisando justamente de um herói assim... Loki parece reinar atualmente no Império do Brasil, só confusão e corrupção... Um soberano como esse seria muito bem vindo... Vou procurar teu livro, adoro literatura fantástica... Um grande abraço do conde e quando quiseres vir aqui até Borgho-Pass para me visitar, esteja a vontade por favor!

Um grande abraço do conde...

D.