Conheçam a Saga Vale dos Elfos.

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Carol Lira e Jaya.


Carol Lira,
Lira dourada,
Poetisa que nasceu
Em Passagarda.

Suas palavras são tão lindas
E bem postas
Que mais parecem
As notas de uma harpa.

Me encantou com o seu jeito
De escrever,
E não consigo encontrar
Em tua escrita
Qualquer falha.

E foi lindo te conhecer
Pela união perfeita
Que fizeste com aquela escritora
Que dispensa apresentações,
E que se chama Jaya.

E eu jamais consegui parar
De visitar o”Deixa eu brincar
De ser feliz”,
Ou qualquer outro lugar
Em que os textos dela saiam.

Jaya é uma escritora que faz verso
Em forma de prosa.
Faz-nos flutuar em nossas cadeiras
Usando palavras doces
E descrições generosas.

E quando ela escreve pode-se sentir
A brisa no rosto,
O doce caseiro derretendo na boca,
Ou qualquer outra coisa
Que ela descreva
Toma vida própria
E nos encanta.

E a união perfeita foi formada.
Duas escritoras que escrevem
Versos em prosa
De uma maneira que por mim
É muito admirada.

E uma união assim tão harmoniosa
Por mim ainda
Não havia sido pensada.

Duas escritoras tão talentosas,
E agora juntas, escrevendo
As coisas mais belas
De serem imaginadas.

São sonhos escritos em palavras,
É a poesia mais natural
E mais bem versada.

E espero ver essa união
Muitas outras vezes,
Entre minhas queridas amigas,
Carol Lira e Jaya.

Que por essas duas exímias escritoras
Muitas poesias,
Além dessa, sejam declamadas.

Átila Siqueira.


"Hoje eu trago esse poema para homenagear duas exímias escritoras, Carol Lira e Jaya. Trata-se das duas artistas das palavras que possuem um talento invejável. Eu aconselho a todos a conhecerem o trabalho das duas, e garanto que ninguém se arrependerá, pois elas escrevem de tal forma que encanta a todos que as lêem.


Aproveito também a oportunidade para continuar vendendo o meu livro a todos que se interessarem em adquiri-lo com dedicatória. Basta me mandarem um e-mail no endereço: atilasiqueira1@yahoo.com.br".

16 comentários:

Tamires . disse...

Átila, meu querido!

Saudades tão grandes de vc! De nossas conversas! Peço desculpas pelo sumiço, mas meu computador esta de molho, ainda.

E saiba sempre que a recíproca é verdadeira, e que qdo venho aqui, sorrio, ainda mais, de versos tão lindos.

Carol e Jaya, dispensa comentários, flutuo qdo as leio. E sua homenagem foi linda, por demais. E elas? Merecedoras de cada verso.


Te adoro, muitão.

Te deixo um beijo, com carinho.
E uma iluminada Pascoa pra vc!

Luciana Negreiros disse...

Oi Átila,

Acho que não tem quem não chorou com esse filme, ele é simplesmente lindo e a música mexe contigo, as frases então, eu assisti no cinema e só consegui assisti na quarta vez de tão lotado que estava os cinemas.

Adoro a tua visita amigo.

Bjs.

Luciana Negreiros disse...

Recomendo o filme Sociedade Dos Poetas Mortos e o final dele faz tu pensar em muitas coisas, depois que tu assistir tu me diz o que tu achou.


Abraços Átila e um excelente domingo.

.: Phoenix :. disse...

Uma bela homenagem, sem dúvida, meu amigo!
Uma ótima páscoa para você e toda sua família.
Adoro-te.

ALF disse...

Ah... Essas duas meninas!
Você não tem noção do quanto amo essas jóias raras. A sua poesia é perfeita e fala de maneira tão doce e magistral sobre o talento grandioso que as duas têm com as palavras.

Leila e Jaya são pra mim alicerces do meu sorriso, da minha alegria e da minha sede em viver.
São inspiradoras e só nos proporcionam bem-estar em seus textos.

Elas merecem homenagens assim. Como isso somos capazes de descrever a grandiosidade da importância do talento delas para nossas vidas.

:)

Glau Ribeiro disse...

Você e sua delicadeza encantando todos os "ares" né? Foi linda tua homenagem, Átila. Linda!

Em tempo: feliz páscoa pra vc. muito chocolate e renovação pra vida inteira!

Iara-chan disse...

Ola primo /o/
kkkk
Arrisquei fazer um selo lá...
é o Chuck Norris aprovando seu blog! XD
Depois vc pega lá, ok?

Beijaum primão!

Glau Ribeiro disse...

Tem presente pra você no Cotidiano.

;)

Mai disse...

O que recomendas como primor da palavra eu vou conferir mas sei que será o melhor pois já és dos melhores.

Gostei da arte.

Ser reverenciada com tamanha generosidade deve fazer sentir-se honradas ambas.

Abraços,

Mai

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

Átila:
Já possuo o seu livro, só não tenho tempo de lê-lo seguidamente, pois odeio ler aos pedaços. Vou ver se neste fim de semana, faço a leitura toda.
Amigo:
Postei sobre A Dama das Camélias e apresento algumas obras de Artemísia Gentileschi, além de poemas alheios e meus, flores, o de sempre, embora o Galeria esteja um pouco mudado. Conto com você.
Um abraço,
Renata
PS: By the way, o seu poema é lindo

Pelos caminhos da vida. disse...

Abraços significam amor para alguém
com quem realmente nos importamos.....
para nossos avós ou nossos vizinhos,
ou até mesmo para um ursinho amigo......
Um abraço é algo espantoso...
é a forma perfeita de mostrar
o amor que sentimos,
mas que palavras não podem dizer.
É engraçado como um simples abraço
faz-nos sentir bem...
em qualquer lugar ou língua...
É sempre compreendido...
E abraços não precisam de equipamentos,
pilhas ou baterias especiais...
É só abrir os braços e o coração...

Guarde este abraço

beijooo.

Janaína S. disse...

Oii, vim aqui te dizer que você ganhou selinhos lá no meu blog.

Passa lá!
Beeijo :*

Kakau disse...

Tem presentinhos pra você lá no meu cantinho.


Beijos
=***

A Madrasta Má disse...

Olá meu querido, a Madrastinha, tava solta por ai, viajando, estudando e sem net affff! ninguém merece!!! Então... passando para desejar um excelente fds e bjinhos da Madrasta!

Judô e Poesia disse...

Homenagem tocante; Abraços. Domingos.

Ava disse...

Átila, bela homenagem a Carol, pena que ela tenha fechado9 seu blog. Sempre admirei sua poesia.

Bom passar por aqui e ler voce...


Beijos e carinhos meus!