Conheçam a Saga Vale dos Elfos.

domingo, 20 de janeiro de 2008

A vida sem o amor.



A vida sem o amor,
É como a noite sem estrelas.
É como a onda sem o mar.
É como uma história sem um fim.
É como uma ave sem voar.
Assim é a vida sem amar.

O amor faz a vida ter sentido.
Faz agente delirar.
Nos da força para a vida,
E coragem para lutar.

O amor é algo que nos dá medo.
É a força que nos rege,
Para o bem e para o mal.
É o sopro da vida.
É pura emoção.
É calor, vida, esperança, coragem,
Tristeza, alegria, desilusão,
E tudo mais,
Que se possa,
Viver e sonhar.

Mas mesmo assim,
Não posso descrever,
Como dói amar.


Átila Siqueira.

3 comentários:

Dominique disse...

Romeu e Julieta...

Não há história que mais exemplifique o amor e sua necessidade vital.

Teus poemas são deleite para almas perdidas, açúcar para corações amargos, néctar para os que vagam na bruma da solidão e da desesperança.

Mais uma vez, uma salva de palmas a tua obra! Estás cada vez melhor, Poeta!

Um abraço longo e carinhoso para ti!

Dominique disse...

Deixo-te este belo pensamento de Paulo Geraldo para que tenhas uma bela semana, sempre com esperança no coração, não importando o caminho que trilhes.

"Quando os acontecimentos escapam ao teu domínio, e te arrastam para onde não quererias ir, o resultado é sempre surpreendente e enriquecedor. Forçado a desafios inesperados, vês brotar de ti forças e capacidades que desconhecias; cresces por dentro; descobres luzes novas e uma nova dimensão de todas as coisas; aprendes que não estás só. É como se alguém, com pena de ti, te conduzisse a um lugar maravilhoso onde nunca saberias chegar com os teus pequenos projectos".

Um abraço do tamanho do mundo para ti, Poeta!

Dominique disse...

Oi, vim agradecer seu último comentário no blog. Espero com ansiosidade seu novo poema.

Um abraço, Poeta!